Biodiesel: Organizações empresariais se enfrentam no Senado

05 outubro 2021


Um grande embate está previsto para esta terça-feira (5), no Senado Federal. Em audiência pública na Comissão de Infraestrutura, diversas organizações de peso vão argumentar contra e a favor de manter o cronograma de elevar gradualmente o percentual de biodiesel (combustível limpo) ao diesel fóssil.

Os representantes do setor de biodiesel dizem que essa política está sacramentada pelo Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) e pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que estabeleceu o avanço da mistura até B15 (15%), em 2023.

A redução do percentual, afirmam, irá comprometer:

– o cumprimento de compromissos ambientais do Brasil – estamos às vésperas da COP 26;

– a saúde humana e o meio ambiente com o aumento das emissões;

– os negócios de extensas cadeias produtivas que compõem o setor de biodiesel, envolvendo grandes companhias, cooperativas e pequenos agricultores, entre outros;

– a atração de investimentos e a segurança jurídica – 11 usinas estão em implantação, empreendimentos motivados pela política pública de adição crescente de biodiesel;

– a previsibilidade para o planejamento dos negócios nos próximos anos, uma vez que o setor agora desconhece qual será o percentual válido para a mistura, lembrando que apenas em 2021, o percentual foi reduzido de 13% para 10%, em fases.

A expectativa é que argumentem contra a expansão do mercado de biodiesel na audiência:

– Confederação Nacional do Transporte (CNT), Vander Costa;

– Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), diretor técnico Henry Joseph Junior;

– Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), presidente Paulo Miranda Soares;

– Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP), presidente Eberaldo de Almeida Neto.

Pelo lado dos produtores de biodiesel irão participar:

– Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja), presidente Fernando Cadore;

– Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), presidente André Meloni Nassar;

– Associação dos Produtores de Biocombustíveis do Brasil (Aprobio), diretor superintendente Julio Cesar Minelli;

– União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio), diretor superintendente Donizete Tokarski.

Também foram convidados:

– o diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Rodolfo Saboia;

– o secretário de petróleo, gás natural e biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, José Mauro Ferreira Coelho.

A Frente Parlamentar Mista de Biocombustíveis enviará representantes para acompanhar a audiência pública.

 

Fonte: FPBio
Texto extraído do portal Notícias Agrícolas

Autor/Veículo: Agência UDOP

Sindipostos-ES

Av. Nossa Senhora dos Navegantes, nº 955, Ed. Global Tower, 21º andar, Enseada do Suá, Vitória-ES CEP: 29050-335

Telefone: (27) 3322-0104 | (27) 99768-3724

@sindipostoses